ELABORADA CARTILHA COM CUIDADOS EM RELAÇÃO AO CONTATO COM RESÍDUOS OLEOSOS NO LITORAL DO NORDESTE

Defesa Civil e o Ministério da Saúde publicaram uma cartilha com recomendações para os voluntários que atuam na limpeza das praias afetadas pelo derramamento de petróleo no litoral do Nordeste.

A cartilha recomenda que a população não entre em contato direto com o óleo, especialmente gestantes e crianças. Também é preciso observar as orientações da vigilância sanitária para o consumo de alimentos, como peixes e mariscos, provenientes das áreas afetadas. Segundo a cartilha, a curto prazo, a inalação dos vapores do óleo pode provocar dificuldade de respiração, dor de cabeça, confusão mental e náusea. Na pele, podem aparecer irritações e outros sintomas como erupções vermelhas, queimação, inchaço.

No caso de ingestão do óleo, o paciente poderá sentir odores abdominais, além de ter vômito ou diarreia. Uma exposição a esse elemento tóxico de longo prazo pode provocar danos a órgãos como pulmões, fígado e rins. Desequilíbrios hormonais e infertilidade também podem ocorrer, além de alterações no sistema nervoso e circulatório. Em casos extremos, a ingestão pode provocar câncer.

Acesse aqui a Cartilha de recomendações 

MINIMALISMO E A RELAÇÃO COM O MEIO AMBIENTE

VOCÊ SABE O QUE É MINIMALISMO E QUAL SUA RELAÇÃO COM O MEIO AMBIENTE?

VAMOS CONHECER UM POUCO MAIS DESSE ASSUNTO?

O MINIMALISMO PODE SER CONSIDERADO UMA CULTURA , UM ESTILO DE VIDA QUE TEM COMO LEMA “NÃO ACUMULAR E CONSUMIR DE FORMA CONSCIENTE”, EVITANDO A CONCENTRAÇÃO DE OBJETOS E MOSTRANDO A REAL IMPORTÂNCIA DE CADA ITEM ADQUIRIDO.

ESSE ESTILO DE VIDA, PORÉM, NÃO SE RESUME APENAS EM REDUZIR A COMPRA DE BENS MATERIAIS: TRATA-SE DE ADOTAR UMA VIDA SIMPLES E MARCADA PELO CONSUMO CONSCIENTE.

ESTE ESTILO DE VIDA TAMBÉM COLABORA POSITIVAMENTE PARA A PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE, UMA VEZ QUE INCENTIVA AS PESSOAS A CONSUMIREM APENAS O QUE REALMENTE PRECISAM, EXIGINDO MENOS DA CADEIA PRODUTIVA QUE EXPLORA OS RECURSOS NATURAIS COMO MATÉRIA-PRIMA. ALÉM DISSO, O MINIMALISMO INCENTIVA A CONSCIENTIZAÇÃO E PROMOÇÃO DA RESPONSABILIDADE, JÁ QUE TAMBÉM DEFENDE O MELHOR USO DE RECURSOS COMO ÁGUA POTÁVEL

JÁ QUE FALAMOS DE CONSUMO CONSCIENTE, SERÁ QUE VOCÊ ESTÁ PRATICANDO UM POUQUINHO DISSO NO SEU DIA A DIA?

BORA CONFERIR ALGUMAS DICAS?

A PRIMEIRA DELAS E TALVEZ A MAIS COMUM SEJA A RECICLAGEM DO LIXO EM SUA CASA…SE CADA FAMILIA ADERIR A ESSA PRÁTICA JÁ ESTARÁ CONTRIBUINDO PRA REDUZIR ATÉ UMA TONELADA NA QUANTIDADE DA EMISSÃO DE DIÓXIDO DE CARBONO NA ATMOSFERA, ANUALMENTE.

OUTRA GRANDE DICA…JOGUE MENOS COMIDA FORA: ATÉ 60% DO LIXO GERADO NOS LARES BRASILEIROS É COMPOSTO POR RESTOS DE ALIMENTOS. RECEITAS NUTRITIVAS PODEM SER FEITAS APROVEITANDO-SE CASCAS, TALOS E RESTOS DE ALIMENTOS SAUDÁVEIS

DE OLHO NA GELADEIRA: REGULE O TERMOSTATO DE SUA GELADEIRA. QUANDO NÃO HÁ LOTAÇÃO DE ALIMENTOS NO APARELHO, A REFRIGERAÇÃO PODE SER MÍNIMA, O QUE PROPORCIONA UMA REDUÇÃO CONSIDERÁVEL NO GASTO ENERGÉTICO…

MÁQUINA DE LAVAR: SOMENTE UTILIZE A MÁQUINA DE LAVAR QUANDO ESTA ESTIVER COM SUA CAPACIDADE MÁXIMA DE ROUPAS. LEMBRE-SE QUE CADA CICLO DE LAVAGEM CONSOME EM TORNO DE 150 LITROS DE ÁGUA…É MUITA COISA NÉ?

DÊ PREFERÊNCIA PARA AS LÂMPADAS LED: SE COMPARADAS ÀS LÂMPADAS COMUNS, AS LÂMPADAS LED TÊM UM CONSUMO ENERGÉTICO ATÉ 50% MENOR, AO PASSO QUE SUA VIDA ÚTIL É MUITO MAIOR.

PONTOS DE SUSTENTABILIDADE: EM SUA CASA, DURANTE O DIA, DÊ PREFERÊNCIA PARA A ILUMINAÇÃO E VENTILAÇÃO NATURAL.. O AQUECIMENTO DA ÁGUA PODE SER REALIZADO POR MEIO DA LUZ SOLAR, AO PASSO EM QUE A ÁGUA DA CHUVA TAMBÉM PODE SER SEMPRE REAPROVEITADA ATRAVÉS DE SUA CAPTAÇÃO.

PRONTO: ESSAS FORAM ALGUMAS DICAS SIMPLES QUE PODEM FAZER MUITA DIFERENÇA A MÉDIO E LONGO PRAZOS…MAS VOCÊ TEM QUE TER CONSCIÊNCIA E PRATICAR!!!

Brasil ocupa a sexta posição entre os países que mais emitem gases estufa no mundo

Sétima edição do Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa apontou que somos o sexto país que mais emite gases do efeito estufa em todo o mundo. Após dois anos de quedas sucessivas, as emissões aumentaram 0,3 por cento em 2018, índice esse puxado pela mudança de uso do solo, responsável por 44 por cento das emissões do Brasil.

Isso significa que 44% das emissões de gases poluentes do país no ano passado estão ligadas ao desmatamento (mudança de floresta para área degradada) e degradação de solo, entre outros.

De acordo com dados da plataforma Mapbiomas, de 2017 para 2018 o Brasil perdeu 109,3 milhões de hectares de florestas. Desse total, 75,2 milhões viraram pastagens.

O ranking é liderado pela China, responsável por 23,% das emissões globais, seguida pelos Estados Unidos, India, Indonésia e Rússia.

Estados mais poluentes

No ranking de estados mais poluentes, Pará, Mato Grosso e Minas Gerais aparecem na liderança, sendo responsáveis por 12,3%, 11,9% e 9,9%, sucessivamente, também impulsionadas pelas emissões ligadas ao uso da terra.

Se excluída esta área, São Paulo se torna o estado mais poluente, responsável por 14,1% das emissões do país, impulsionada principalmente pelo setor de energia, seguido por Minas Gerais (10,9%) e Rio Grande do Sul (7,2%)

O ranking é liderado pela China, responsável por 23,% das emissões globais; seguida por Estados Unidos (12,9%); Índia (6,5%); Indonésia (5,1%); e Rússia (4,2%)

Compreendendo o termo, Efeito Estufa:

efeito estufa é um processo importante para a existência da vida na Terra na forma em que a conhecemos. Sem ele, a temperatura média do planeta seria em torno de 18°C negativos. Para efeito de comparação, a temperatura média global próxima à superfície é de 14ºC. Se hoje estamos vivos é devido ao efeito estufa, que mantém o planeta habitável. No efeito estufa, a radiação solar que atinge a atmosfera interage com os gases ali presentes. Nessa interação, os chamados gases de efeito estufa absorvem a radiação solar e passam a emitir de volta para a superfície terrestre radiação infravermelha, ou, melhor dizendo, calor.Somente parte desse calor (radiação infravermelha) consegue sair da atmosfera e voltar para o espaço – e é assim que a Terra consegue manter sua temperatura.

Alguns exemplos desses gases que interagem com a radiação solar são dióxido de carbono(CO2), metano (CH4), óxido nitroso (N2O) e a família dos CFCs (CFxCly)

A temperatura média global se mantém praticamente inalterada quando o balanço da quantidade de energia solar incidente e de energia refletida na forma de calor está equilibrado. Entretanto, esse equilíbrio pode ser desestabilizado de várias formas: pela mudança na quantidade de energia que chega à superfície terrestre; pela mudança na órbita da Terra ou do próprio Sol; pela mudança na quantidade de energia que chega à superfície terrestre e é refletida de volta para o espaço, devido à presença de nuvens ou de partículas na atmosfera (também chamadas de aerossóis, que resultam de queimadas, por exemplo); e pela alteração na quantidade de energia de maiores comprimentos de onda refletida de volta ao espaço, devido às mudanças na concentração dos gases de efeito estufa na atmosfera

FONTE: MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE

COMO DESCARTAR CORRETAMENTE MEDICAMENTOS VENCIDOS

imagem que mostra vários tipos de medicamentos
Todo medicamento fora do prazo de validade deve ser descartado corretamente

O QUE VOCÊ COSTUMA FAZER TODA VEZ QUE TEM QUE DESCARTAR ALGUM MEDICAMENTO VENCIDO?

JOGA NO LIXO DA COZINHA? ABRE A CAIXINHA E DESCARTA O QUE TEM DENTRO NO VASO SANITÁRIO?

SE VOCÊ FAZ ASSIM, SAIBA QUE ESTÁ COMETENDO UM ERRO DAQUELES!!!

ALIÁS, A MAIORIA DOS BRASILEIROS DÁ O MESMO DESTINO AOS REMÉDIOS QUE NÃO SÃO MAIS UTILIZADOS OU PERDERAM A VALIDADE. MAS VASO SANITÁRIO E LATA DO LIXO NÃO SÃO LUGARES IDEAIS PARA EFETUAR O DESCARTE, JÁ QUE O REMÉDIO DESCARTADO LIBERA SUBSTÂNCIAS TÓXICAS QUE PODEM CONTAMINAR O MEIO AMBIENTE E CAUSAR PROBLEMAS DE SAÚDE.

POR ISSO, NÃO PODEM SER TRATADOS COMO LIXO COMUM. TRATAR INCORRETAMENTE ESSES RESÍDUOS PODE CONTAMINAR O SOLO, LENÇÓIS FREÁTICOS, LAGOS, RIOS E REPRESAS, E ATINGIR A FAUNA E FLORA QUE PARTICIPAM DO CICLO DE VIDA DA REGIÃO AFETADA. O DESCARTE ALEATÓRIO DE MEDICAMENTOS, VENCIDOS OU NÃO, PODE AFETAR DIVERSOS ECOSSISTEMAS.

OS SISTEMAS DE TRATAMENTO DE ÁGUA AINDA NÃO DÃO CONTA DE ELIMINAR ALGUMAS SUBSTÂNCIAS E ELAS ACABAM ATINGINDO RIOS E MARES. O DESCARTE NO LIXO SIMPLES NÃO É DIFERENTE, JÁ QUE O CHORUME DISSOLVE E ABSORVE OS PRODUTOS QUÍMICOS QUE MUITAS VEZES ATINGEM O LENÇOL FREÁTICO.
ANUALMENTE, MILHÕES DE MEDICAMENTOS SÃO DESCARTADOS DE FORMA IRREGULAR.

VÁRIOS ESTUDOS DIVULGADOS EM DIVERSOS PAÍSES TÊM DEMONSTRADO A PRESENÇA DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS NA ÁGUA, SENDO QUE O CICLO DE VIDA DOS PRODUTOS FARMACÊUTICOS FOI ANALISADO E DETERMINADO QUE A MAIOR CONTRIBUIÇÃO PARA A PRESENÇA DESSAS SUBSTÂNCIAS NO AMBIENTE NÃO SÃO AS OPERAÇÕES DE FABRICAÇÃO, MAS O USO E AS AÇÕES DOS CONSUMIDORES. ASSIM, PELO PRINCÍPIO DA PRECAUÇÃO, DEVEM SER TOMADAS MEDIDAS PARA QUE A SITUAÇÃO NÃO PIORE.

PROCURE SE INFORMAR SE NA SUA CIDADE JÁ EXISTEM PONTOS DE COLETA OU DESCARTE DE MEDICAMENTOS VENCIDOS. MUITAS FARMÁCIAS E DROGARIAS TAMBÉM ACEITAM ESSES REMÉDIOS QUE PERDERAM A VALIDADE.

NOSSOS OCEANOS E O ESGOTAMENTO DA VIDA MARINHA

imagem que mostra peixes e outros seres marinhos no fundo do mar

Os oceanos cobrem três quartos da superfície da Terra, contêm 97% da água e representam 99% do espaço vital do planeta em volume. Mesmo com toda essa importância, o ambiente marinho encontra-se cada vez mais ameaçado.

Anualmente, 13 milhões de toneladas de plástico acabam nos oceanos, provocando a morte de 100 mil animais marinhos por ano, além de outros danos. Enquanto a maioria dos plásticos deve permanecer intacta por décadas ou séculos após o uso, aqueles que sofrem erosão acabam como micro-plásticos, consumidos por peixes e outros animais marinhos, entrando rapidamente na cadeia alimentar global.

O crescimento da industrialização e da exploração dos recursos marinhos ocorrido nas últimas décadas desfez o mito de que os oceanos constituem uma fonte inesgotável de recursos.

Nesse sentido, uma das atividades mais prejudiciais é a pesca em escala industrial, cujos avanços tecnológicos lhe permitem capturar quantidades de seres marinhos muito superiores às possibilidades de reprodução dos ecossistemas do mar.

O que temos observado nos últimos anos, sem sombra de dúvida, é um esgotamento da vida marinha, algo muito triste, já que podemos concluir que populações de baleias e pequenos cetáceos poderão, simplesmente, desaparecer nas próximas décadas.

Podemos, ainda, listar uma série de fatores negativos, onde destacamos a falta de legislação sobre o transporte de substâncias perigosas, os dejetos químicos lançados indiscriminadamente ao mar, a destruição de espaços costeiros e as temíveis mudanças climáticas.

E porque temer as mudanças climáticas? Vamos explicar…

Parte do carbono na Terra está naturalmente no corpo e na composição de plantas e animais marinhos vivos. Se houver destruição da vida marinha, isso irá interferir na quantidade de carbono no ambiente.

Todo mundo sabe que os oceanos estão ficando cada vez mais quentes por conta do aquecimento global e, também, mais ácidos à medida que a quantidade de gás carbônico na atmosfera aumenta e o mesmo acontece com sua concentração na água.

E será que você pode ajudar na preservação dos oceanos?

Não só pode como deve…confira essas dicas :

Recicle e diminua o uso de produtos plásticos, escolha produtos e alimentos que não exploram a vida marinha, cuide das praias.

Está aí uma coisa que você pode fazer sempre que for a uma delas. Além de colaborar não jogando nenhum tipo de lixo na areia, você também pode recolher o que os outros jogaram, não tem nada demais.

Você também pode se manter informado sobre a exploração oceânica, apoie organizações e campanhas de proteção ao habitat marinho e compartilhe seus conhecimentos com outras pessoas

Como descartar corretamente o lixo eletrônico

 

Lixo eletrônico é o nome dado aos resíduos resultantes de equipamentos eletrônicos como: computadores, celulares, televisores, rádios, etc.Esta história começou na última década, quando ninguém sabia o que fazer. Enquanto isso, quem sofreu foi o meio ambiente.Nos aterros sanitários que recebem o lixo comum, começou a surgir, aos poucos, uma nova categoria. Este lixo libera algumas substâncias, como por exemplo, mercúrio, cádmio, berílio e chumbo, prejudiciais ao meio ambiente podendo contaminar a água do subsolo, o próprio solo e a atmosfera, caso sejam queimados. E além do meio ambiente, esses minerais também podem causar danos à nossa saúde…Quer saber mais? Então, preste atenção:

Chumbo: Prejudicial ao cérebro e ao sistema nervoso. Afeta sangue, rins, sistema digestivo e reprodutor.

Ádmio: É um agente cancerígeno. Acumula-se nos rins, no fígado e nos ossos, podendo causar osteoporose, irritação nos pulmões, distúrbios neurológicos e redução imunológica.

Níquel: Causa irritação nos pulmões, bronquite crônica, reações alérgicas, ataques asmáticos e problemas no fígado e no sangue.

Mercúrio: Prejudica o fígado e causa distúrbios neurológicos, como tremores, vertigens, irritabilidade e depressão.

Zinco: Produz secura na garganta, tosse, fraqueza, dor generalizada, arrepios, febre, náusea e vômito.

Apesar do problema estar se alastrando, muitas empresas estão tentando diminuir esta situação, reutilizando algumas peças para a fabricação de novos aparelhos. Na verdade, não há uma legislação que estabeleça o destino correto para a sucata digital ou que responsabilize os fabricantes pelo seu descarte. Temos que lembrar, também, de algumas instituições e países que colaboram para essa diminuição.

Nos países desenvolvidos, há a opção de reciclar o lixo eletrônico levando seus velhos aparelhos eletrônicos a um centro de reciclagem de eletrônicos legítimo.

No Brasil foram adotadas medidas diferentes, como procurar centros de reciclagem autorizados ou instituições que trabalham com população carente e fazem um bom uso tanto do computador montado como desmontado, por exemplo.

Mas, infelizmente, não é todo mundo que faz o descarte correto. É comum vermos pessoas abandonando o lixo eletrônico em qualquer lugar na rua, o que comprova que ainda falta muita educação ao povo brasileiro.

Reúso da água é essencial para o meio ambiente

 

reúso da água é novidade para você ou já ouviu falar dessa técnica alguma vez? Reúso da água nada mais é do que a reutilização desse bem tão precioso e que, novamente esse ano, está desaparecendo de nossos reservatórios.

Se pra você o reúso da água é novidade, então saiba que a técnica já é praticada em todo o mundo há muitos e muitos anos. Existem relatos da Grécia Antiga, com a disposição de esgotos e sua utilização na irrigação. No entanto, a demanda crescente por água tem feito do reuso planejado da água um tema atual e de grande importância.

Neste sentido, deve-se considerar o reúso da água como parte de uma atividade mais abrangente que é o uso racional ou eficiente da mesma.

Dentro dessa ótica, os esgotos tratados têm um papel fundamental no planejamento e na gestão sustentável dos recursos hídricos como um substituto para o uso de águas destinadas a fins agrícolas e de irrigação, entre outros.

Ao liberar as fontes de água de boa qualidade para abastecimento público e outros usos prioritários, o uso de esgotos contribui para a conservação dos recursos e acrescenta uma dimensão econômica ao planejamento dos recursos hídricos.

O reúso reduz a demanda sobre os mananciais de água devido à substituição da água potável por uma água de qualidade inferior.

Utilizando a água Reciclada

Irrigação paisagística: parques, cemitérios, campos de golfe, faixas de domínio de auto-estradas, campus universitários, cinturões verdes, gramados residenciais.

Irrigação de campos para cultivos: plantio de forrageiras, plantas fibrosas e de grãos, plantas alimentícias, viveiros de plantas ornamentais, proteção contra geadas.

Usos industriais: refrigeração, alimentação de caldeiras, água de processamento.

Usos urbanos não-potáveis: irrigação paisagística, combate ao fogo, descarga de vasos sanitários, sistemas de ar condicionado, lavagem de veículos, lavagem de ruas e pontos de ônibus, etc.

Residências sustentáveis e o meio ambiente

As chamadas residências sustentáveis, ou casas ecológicas, são aquelas projetadas e construídas de maneira a respeitar o meio ambiente, seguindo os princípios da sustentabilidade ambiental e garantindo maior bem-estar aos seus moradores

De extrema importância para a preservação do meio ambiente e uso racional e consciente dos recursos naturais, as residências sustentáveis também trazem inúmeras vantagens para quem vive nelas como, por exemplo, redução das contas de água e energia elétrica, sem falar no ambiente residencial pra lá de agradável.

Não podemos omitir, no entanto, que a construção desses imóveis é um pouco mais cara e exige profissionais especializados, razão pela qual muitas pessoas não adotam esse tipo de construção.

Uma solução para isso é transformar casas já prontas em locais com simples atitudes sustentáveis. Uma dessas atitudes é adquirir produtos eletrônicos com uma boa classificação no selo do procel, pois eles gastam menos energia.

Uma dica que serve para contribuir com o meio ambiente: reutilizar e reciclar materiais, como garrafas pet, latas de alimentos e papéis em geral.

Outro conceito para residências sustentáveis é adotar sanitários secos em substituição dos vasos comuns. Todos os resíduos, inclusive pedaços de papel higiênico, podem ser jogados nesse sanitário, sofrendo processos biológicos que transformam tudo em adubo para o solo.

arquitetura sustentável: o que vem a ser?

A arquitetura sustentável visa uma melhor utilização dos recursos naturais e isso significa, em outras palavras que, de cara, já se evita uma série de desperdícios.

Aproveitar a água da chuva e utilizar energia solar são algumas medidas utilizadas nesses tipos de projetos.

A maioria dessas casas possui mais janelas, o que poupa o isso de energia elétrica na maior parte do dia.

Pelo fato de haver mais ventilação natural nos ambientes, esse jeito sustentável acaba abolindo a utilização de ar-condicionado ou aquecedores, que são altamente poluentes à natureza.

Muita gente acaba adotando o uso de materiais renováveis e ecologicamente indicados, como a preferência de eucaliptos e fibras de bananeiras no lugar da madeira extraída das florestas.

Portanto, pensando bem, o custo de uma casa sustentável é praticamente igual ao de uma casa construída pelos métodos tradicionais.

Inicialmente, alguns projetos podem parecer mais caros, mas se formos pensar a médio prazo, a tendência é gerar economia.

Importância da reciclagem para o meio ambiente

A importância da reciclagem para o meio ambiente também está ligada ao desenvolvimento sustentável, que engloba, também, aspectos sociais e econômicos. Quando descartamos produtos de forma adequada, agregamos valor ao processo e ao material, já que melhoramos os índices de reaproveitamento, barateamos o custo de produção e estimulamos o crescimento da reciclagem.

O reaproveitamento ou reutilização de resíduos consiste em transformar um determinado material já beneficiado em outro.

O Brasil produz mais de 240 mil toneladas de lixo por dia, dos quais 45% é reciclável, e desse total, reciclamos somente 2 por cento do lixo urbano produzido.

Do ponto de vista econômico, a reciclagem motiva o aumento de riquezas, uma vez que as empresas usam desse processo para redução de custos no processo produtivo, à medida que contribuem para a preservação do meio ambiente. Com a fabricação de produtos reciclados, há a preservação da natureza, redução da poluição e contaminação do solo, além da economia de energia.

E as vantagens da reciclagem são muitas. As maiores, no entanto, estão diretamente ligadas à minimização da utilização de fontes naturais e da quantidade de resíduos que necessita de tratamento final, como é o caso de aterros e incineradores, contribuindo, mais uma vez, para a preservação do meio ambiente.

A sustentabilidade estimula as formas alternativas de reciclagem, além da armazenagem em local autorizado para tratamento. Ela pode ser a solução para o lixo inorgânico.

Uma forma de fazer a reciclagem doméstica é reaproveitar as garrafas de plástico, já que com elas podemos fazer decoração ou até mesmo artesanato

E já quem tem a felicidade de residir em áreas com quintal grande e bastante terra, pode também cultivar o hábito de enterrar boa parte do lixo orgânico, que irá se transformar em adubo natural.

Viu só quantas ideias, quanta informação pra  você que está querendo cuidar mais do meio ambiente?A verdade é que a grande maioria dos materiais que simplesmente descartamos no lixo podem e devem ser reciclados.

Agindo assim, todos temos a ganhar: você, eu e o nosso meio ambiente!!!

Conheça a Rádio Ecosystem e o que nós queremos trazer

Você já parou pra pensar que cuidar do meio ambiente é como cuidar da sua casa, da sua escola, do seu trabalho? O que você sabe ou gostaria de conhecer sobre preservação ambiental? Ecossistema? Isso lhe interessa?

Por isso nós criamos a Rádio Ecosystem. Um espaço onde, além de boa e variada música, você vai curtir dicas e conhecer um pouco mais sobre meio ambiente e o que pode ser feito pra que ele fique ainda melhor…afinal de contas, o futuro está em nossas mãos.

A Rádio Ecosystem surge com a proposta diferenciada de chamar à atenção para a preservação do meio ambiente. Nossas dicas e informações vão fazer diferença na sua vida, no seu dia a dia, porque sempre vai ter alguma coisa que você nunca ouviu falar.

E além de informação, estaremos prontos a ouvir sua opinião, trocar ideias, compartilhar experiências. Tudo isso com música diferenciada 24 horas…se você está cansado de tudo que tem ouvido por aí, conheça a Rádio Ecosystem. Certeza que você vai se apaixonar e espalhar a novidade junto conosco!

Credibilidade…qualidade…confiança…certeza de retorno porque nossa proposta é seria e diferenciada, e isso podemos provar…basta que você nos dê uma chance, que aposte no nosso talento!!!

Nossa proposta é levar até você informação precisa e de qualidade, dinâmica, moderna, além de boa música, onde você sinta segurança sem precisar olhar pra trás ou buscar novos caminhos.

Uma Rádio que utiliza a web porque está mais que comprovado que esse é não apenas o futuro, mas o presente na comunicação…onde quer que esteja você nos ouve e é ouvido, pois é assim que o mundo gira, na era da globalização!!!