Descarte incorreto de máscaras de proteção ao coronavírus

Máscaras descartáveis protegem contra o Coronavírus, mas não são recicláveis. O descarte incorreto pode gerar contaminação pela doença e, ainda, causar danos ao meio ambiente

Todos nós já sabemos da importância e necessidade de lavarmos bem as mãos, utilizar sempre álcool em gel, evitar todo tipo de aglomeração e, sempre que sairmos de casa, usarmos máscaras de tecido ou descartáveis. Estes cuidados básicos e que se tornaram rotineiros para nós têm nos protegidos do contato direto com o vírus nos últimos meses.

Mas, como será que a maioria está realizando o destino final das máscaras descartáveis utilizadas? A destinação incorreta deste EPI (equipamento de proteção individual) também compromete a nossa saúde e o meio ambiente.

Você sabia que as máscaras descartáveis depois de utilizadas permanecem com material biológico que pode estar contaminado? E este material biológico pode contaminar outras pessoas! Além disso, as máscaras descartáveis NÃO SÃO RECICLÁVEIS. Por isso, elas precisam ter um descarte adequado, para que não causem impacto direto a nós e ao meio ambiente.

E, assim como a pandemia, o problema do descarte incorreto também é global.

Uma máscara descartável, dependendo da sua composição, pode demorar até 450 anos para se decompor. Parece exagero, mas os impactos ambientais diretamente relacionados com o descarte inadequado das máscaras descartáveis já estão ocorrendo.

Em sete meses de pandemia, já temos muitos relatos de máscaras encontradas nos oceanos, nos rios, nas ruas dos centros urbanos, em terrenos baldios e etc. Se existe uma tendência global para banir plásticos como canudos, entre outros, porque não se preocupar também com as máscaras? Assim como a prevenção da COVID-19, também é nossa responsabilidade socioambiental cuidar do descarte correto das máscaras

Minimizando os efeitos das máscaras descartáveis no meio ambiente

A melhor maneira de ajudar o meio ambiente nesse contexto é utilizar máscaras de tecido, que são laváveis e reutilizáveis. Dessa forma, você diminui o impacto no meio ambiente, pois vai diminuir a quantidade de mascaras descartáveis em circulação, e ainda pode contribuir socialmente com a renda de algum vizinho, conhecido ou alguém da sua cidade que ficou desempregado e agora tem encontrado seu sustento na produção de máscaras de tecido

Caso você precise realmente utilizar a máscara descartável, quando for jogá-la fora, descarte como REJEITO e não como material reciclável, pois ela NÃO É RECICLÁVEL

Confira, agora, esse vídeo da OMS sobre o uso correto das máscaras de proteção contra o coronavirus:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *