NOSSOS OCEANOS E O ESGOTAMENTO DA VIDA MARINHA

imagem que mostra peixes e outros seres marinhos no fundo do mar

Os oceanos cobrem três quartos da superfície da Terra, contêm 97% da água e representam 99% do espaço vital do planeta em volume. Mesmo com toda essa importância, o ambiente marinho encontra-se cada vez mais ameaçado.

Anualmente, 13 milhões de toneladas de plástico acabam nos oceanos, provocando a morte de 100 mil animais marinhos por ano, além de outros danos. Enquanto a maioria dos plásticos deve permanecer intacta por décadas ou séculos após o uso, aqueles que sofrem erosão acabam como micro-plásticos, consumidos por peixes e outros animais marinhos, entrando rapidamente na cadeia alimentar global.

O crescimento da industrialização e da exploração dos recursos marinhos ocorrido nas últimas décadas desfez o mito de que os oceanos constituem uma fonte inesgotável de recursos.

Nesse sentido, uma das atividades mais prejudiciais é a pesca em escala industrial, cujos avanços tecnológicos lhe permitem capturar quantidades de seres marinhos muito superiores às possibilidades de reprodução dos ecossistemas do mar.

O que temos observado nos últimos anos, sem sombra de dúvida, é um esgotamento da vida marinha, algo muito triste, já que podemos concluir que populações de baleias e pequenos cetáceos poderão, simplesmente, desaparecer nas próximas décadas.

Podemos, ainda, listar uma série de fatores negativos, onde destacamos a falta de legislação sobre o transporte de substâncias perigosas, os dejetos químicos lançados indiscriminadamente ao mar, a destruição de espaços costeiros e as temíveis mudanças climáticas.

E porque temer as mudanças climáticas? Vamos explicar…

Parte do carbono na Terra está naturalmente no corpo e na composição de plantas e animais marinhos vivos. Se houver destruição da vida marinha, isso irá interferir na quantidade de carbono no ambiente.

Todo mundo sabe que os oceanos estão ficando cada vez mais quentes por conta do aquecimento global e, também, mais ácidos à medida que a quantidade de gás carbônico na atmosfera aumenta e o mesmo acontece com sua concentração na água.

E será que você pode ajudar na preservação dos oceanos?

Não só pode como deve…confira essas dicas :

Recicle e diminua o uso de produtos plásticos, escolha produtos e alimentos que não exploram a vida marinha, cuide das praias.

Está aí uma coisa que você pode fazer sempre que for a uma delas. Além de colaborar não jogando nenhum tipo de lixo na areia, você também pode recolher o que os outros jogaram, não tem nada demais.

Você também pode se manter informado sobre a exploração oceânica, apoie organizações e campanhas de proteção ao habitat marinho e compartilhe seus conhecimentos com outras pessoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *