O impacto dos objetos plásticos no meio ambiente

O plástico está tão presente no nosso dia a dia que raramente paramos para pensar no quanto prejudica a natureza. E os efeitos negativos causados pelo plástico podem ser muito piores do que imaginamos, sabia?

Por isso, há quase dois anos, a ONU (Organização das Nações Unidas) iniciou um movimento de conscientização global. Segundo a organização, a poluição causada pelo descarte de objetos de plástico é um dos grandes desafios da atualidade.

A primeira providência é alertar as pessoas sobre a gravidade do problema.

Vamos conferir, agora, algumas informações, chocantes, sobre o assunto com base em um estudo publicado pela renomada revista científica norte-americana Science.

índices alarmantes sobre o plástico a nível mundial

O plástico pode levar mais de 400 anos para se decompor: Como boa parte do lixo produzido pelas pessoas demora muito para se decompor e não é destinado para reciclagem, o mundo vive hoje a falta de espaço em aterros sanitários. Com isso, proliferam-se os lixões a céu aberto, contaminando a água dos rios e lençóis freáticos, o que compromete a nossa saúde

O plástico no meio ambiente também pode dificultar a decomposição de outros resíduos, reforçando ainda mais a superlotação dos aterros sanitários.

Até 2050, haverá mais plástico nos oceanos do que peixes: A superlotação de aterros também produz outro fenômeno: o “depósito” de lixo no mar. Aproximadamente 8 milhões de toneladas de plástico são descartados em nossos oceanos anualmente, desequilibrando o ecossistema marinho de várias formas, como:

  • O plástico degrada-se em partículas menores, que são ingeridas por peixes e outros animais e aves marinhas. Sem capacidade de digestão, eles morrem de forma lenta e dolorosa.
  • Em grande quantidade no mar, o plástico impede a penetração de oxigênio nos sedimentos, comprometendo também o ciclo bioquímico da flora marinha

Mais de 90 por cento do plástico utilizado no mundo não é reciclado: A produção em larga escala dos materiais sintéticos à base de plástico começou por volta dos anos 50. Desde então, estima-se que em 65 anos o mundo produziu 8,3 bilhões de toneladas de plástico, mas só reciclou 9% desse total.

Mesmo com todos os problemas já identificados, o ritmo de produção e descarte não diminui: até 2050, existirão pelo menos mais 12 milhões de toneladas de plástico no meio ambiente

No mundo, 1 milhão de garrafas de plástico são compradas a cada minuto: Infelizmente, o ritmo de reciclagem não acompanha a produção: apenas metade das garrafas plásticas compradas em 2016 foi coletada para reciclagem. Somente 7% delas foram convertidas em novas unidades, segundo dados do jornal inglês The Guardian

Todos os anos são usadas até 500 bilhões de sacolas plásticas descartáveis: Você costuma usar sacolas plásticas no supermercado? Pois é…As sacolas plásticas são bastante úteis e até parecem inofensivas, mas causam um grande estrago no meio ambiente. Elas levam pelo menos 200 anos para se degradar, além trazerem diversos transtornos, como, por exemplo:

  • Entopem passagens de água nos córregos e bueiros, contribuindo para a retenção de lixo e enchentes em épocas de chuva.
  • São frequentemente ingeridas por aves marinhas, provocando a morte delas.
  • Como o plástico das sacolas é feito com polietileno, substância originada do petróleo, sua decomposição libera gás carbônico e polui o ambiente, além de contribuir com o efeito estufa

Fonte: Blog Senac

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *