Residências sustentáveis e o meio ambiente

As chamadas residências sustentáveis, ou casas ecológicas, são aquelas projetadas e construídas de maneira a respeitar o meio ambiente, seguindo os princípios da sustentabilidade ambiental e garantindo maior bem-estar aos seus moradores

De extrema importância para a preservação do meio ambiente e uso racional e consciente dos recursos naturais, as residências sustentáveis também trazem inúmeras vantagens para quem vive nelas como, por exemplo, redução das contas de água e energia elétrica, sem falar no ambiente residencial pra lá de agradável.

Não podemos omitir, no entanto, que a construção desses imóveis é um pouco mais cara e exige profissionais especializados, razão pela qual muitas pessoas não adotam esse tipo de construção.

Uma solução para isso é transformar casas já prontas em locais com simples atitudes sustentáveis. Uma dessas atitudes é adquirir produtos eletrônicos com uma boa classificação no selo do procel, pois eles gastam menos energia.

Uma dica que serve para contribuir com o meio ambiente: reutilizar e reciclar materiais, como garrafas pet, latas de alimentos e papéis em geral.

Outro conceito para residências sustentáveis é adotar sanitários secos em substituição dos vasos comuns. Todos os resíduos, inclusive pedaços de papel higiênico, podem ser jogados nesse sanitário, sofrendo processos biológicos que transformam tudo em adubo para o solo.

arquitetura sustentável: o que vem a ser?

A arquitetura sustentável visa uma melhor utilização dos recursos naturais e isso significa, em outras palavras que, de cara, já se evita uma série de desperdícios.

Aproveitar a água da chuva e utilizar energia solar são algumas medidas utilizadas nesses tipos de projetos.

A maioria dessas casas possui mais janelas, o que poupa o isso de energia elétrica na maior parte do dia.

Pelo fato de haver mais ventilação natural nos ambientes, esse jeito sustentável acaba abolindo a utilização de ar-condicionado ou aquecedores, que são altamente poluentes à natureza.

Muita gente acaba adotando o uso de materiais renováveis e ecologicamente indicados, como a preferência de eucaliptos e fibras de bananeiras no lugar da madeira extraída das florestas.

Portanto, pensando bem, o custo de uma casa sustentável é praticamente igual ao de uma casa construída pelos métodos tradicionais.

Inicialmente, alguns projetos podem parecer mais caros, mas se formos pensar a médio prazo, a tendência é gerar economia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *